sábado, 15 de setembro de 2012


Inatingível! Em meus braços  busco-te
mas você não está.
Até onde poderei chegar,
viverei a imaginar.
Em meus sonhos te procuro
infinitamente sou eu em você.
Será mesmo real?
como fui te amar assim.
podemos sentir um ao outro
presente sobrenatural,
quanta distancia há entre nós.
Dois corações  transubstancial
unidos pela força do nosso desejo.
todos os dias desperta-me com sua presença.
Quase grito que te amo,que te quero!
Tão longe estás!
Quem é você, será mesmo real?
apenas sei que o que sinto,
o que você me diz.
Quanta alegria você me traz,
sempre falta-me você.
quando se vai mais uma vez,
desesperadamente anseio chegar
 um novo dia com extrema volúpia 
para novamente ter sua presença junto a mim.